sábado, 27 de novembro de 2010

O Crime e o Estado....

Com as cenas de violência que vemos no Rio de Janeiro nota-se um misto de alívio e pavor. Alívio ao perceber que o Estado está dando uma resposta ao crime organizado e pavor ao se perceber o aparato e  clima de guerra civil que se vive. Se o Estado está tentando retomar a cidade é porque em algum momento, ou em alguns momentos no passado foi dado espaço para que o crime se instala-se e desenvolvesse uma estrutura forte. 
O trafico não nasceu com todo esse poder, não nasceu com este arsenal militar.... Ele se desenvolveu face a conivência e apatia das autoridades competentes. Desta forma o maior responsável por chegar ao ponto que chegamos é sim o Estado que não se mobilizou para enfrentar o crime enquanto ainda estava "desorganizado". É responsabilidade do Estado por manter as comunidades carentes sem um presença, seja policial ou de serviços públicos. 

Hoje o Estado tem que usar uma força absurda, ou alguém acha que usar blindados, helicópteros, soldados, etc... é algo normal?, para retomar certos locais da cidade, onde a policia não tem mais condições de enfrentar a estrutura do crime. Tudo isso não seria necessário se as autoridades (in) competentes tivessem agido desde o início. 

Esperamos que estas ações não sejam apenas para garantir uma futura olimpíadas e copa seguras e depois esquecidas. De nada vai adiantar se após tudo isso o Estado não se fizer presente constantemente nestas comunidades, estas ações não podem estar vinculadas a um governo ou a uma época, mas devem ser permanentes e consistentes. Esperamos que no fim de todo este terror seja instaurada a ordem e paz, para que haja um verdadeiro desenvolvimento social, não somente no Rio de Janeiro, mas em toda a Nação. 

Nenhum comentário: